4 passos para criar uma revenda de hospedagem de sites

Se você está em busca de uma renda extra a revenda de hospedagem de sites pode ser uma ótima escolha.

Se você está em busca de uma renda extra, a internet pode ser uma ótima escolha.

As possibilidades de empreender e criar novos negócios nesse universo não se limitam às vendas de produtos em sites ou páginas nas redes sociais.

Se você possui conhecimento em HTML e sabe bem o que termos como FTP e DNS significam, a revenda de hospedagem de sites é uma ótima alternativa para aumentar o lucro e profissionalizar sua atuação digital. E ainda tem mais, é tão fácil entrar nesse mercado que bastam apenas quatro passos para você criar e começar a gerir sua própria revenda. Despertou seu interesse?

Conteúdo

O que é revenda de hospedagem?

A revenda de hospedagem é uma oportunidade que os grandes fornecedores de hosting, como a Hostcel, disponibilizam para quem deseja revender seus serviços. É um produto que promove um negócio próprio, pois através dele, uma pessoa pode oferecer serviços de hospedagem para terceiros, gerenciando valores, planos, pacotes e recursos que serão disponibilizados aos clientes.

Este tipo de empreendimento é, geralmente, destinado a desenvolvedores, agências digitais que necessitam hospedar sites de clientes, e demais interessados em abrir uma empresa de hospedagem e que possuam conhecimento na área (um requisito importante). O momento é favorável: os empreendedores estão cada vez mais convencidos sobre a importância da presença digital para seus negócios.

Se você possui conhecimento em HTML e sabe bem o que termos como FTP e DNS significam, a revenda de hospedagem de sites é uma ótima alternativa para aumentar o lucro e profissionalizar sua atuação digital. Ainda tem mais, é tão fácil entrar nesse mercado que bastam apenas quatro passos para você criar e começar a gerir sua própria revenda. Despertou seu interesse?

Uma das principais vantagens desse tipo de negócio é que você pode utilizar uma estrutura já estabelecida, mas personalizá-la com seu nome. Outro benefício é que apesar de ser o responsável pelo atendimento e cobrança dos clientes, você conta com o suporte avançado da empresa contratada. Além disso, é possível criar contas independentes para seus clientes, garantindo segurança e privacidade.

Como funciona a revenda de hospedagem, na prática?

Começar a sua revenda de hospedagem é muito simples. A  Hostcel oferece cinco planos, cada um com uma capacidade de armazenamento que varia entre 50 GB e 200 GB. Os planos também têm variações no volume de transferência que vai de 500 GB a 1.400 GB. Independente da opção escolhida, você poderá hospedar quantos domínios quiser e a criação de contas de e-mail também é ilimitada.

O negócio de revenda permite que você tenha uma marca própria de servidores de hospedagem. Além disso, você pode gerenciar os valores dos pacotes, a capacidade de armazenamento e transferência e até os recursos disponíveis. Por meio do painel WHM (gerenciador da revenda) é possível criar e gerenciar as contas adquiridas. Através dele, é feita a liberação do cPanel para os clientes, assim como a suspensão e qualquer alteração, edição ou exclusão das configurações realizadas em um site.

A Hostcel também concede gratuitamente um sistema comercial, chamado de WebHost Manager Complete Solution (WHMCS). Ele automatiza diversas tarefas que simplificam a gestão de clientes, administração financeira e prestação de suporte. Com ele é possível enviar cobranças automáticas, gerar relatórios estatísticos e de contabilidade e até a gestão de tickets. São funcionalidades que simplificam o seu cotidiano para você se dedicar às vendas e ao atendimento ao cliente.

3 características de uma revenda de hospedagem

1. Flexibilidade

Com o Painel de Controle WHM você terá flexibilidade para gerenciar os planos de hospedagem de seus clientes. Além disso, terá total independência para criar e modificar as contas e poderá conceder acesso a recursos para a gestão de sites e e-mails.

2. Faturamento automatizado

Você não precisa se preocupar com a gestão financeira da sua revenda de hospedagem. É possível automatizar suas necessidades de faturamento usando o WHMCS, uma facilidade que a Hostcel oferece gratuitamente para revendedores.

3. Escalabilidade

A revenda de hospedagem é um negócio facilmente escalável. Você é quem tem o controle sobre a distribuição de recursos e, sempre que precisar, pode facilmente expandir seu plano de revenda. O upgrade é fácil e rápido.

Tudo sobre Hospedagem de Sites analisou e criou um ranking com as principais empresas de revenda de hospedagem do Brasil e do mundo. Foi traçado um comparativo entre preço, espaço em disco, tráfego e e-mail. A  Hostcel lidera o ranking como a melhor revenda de hospedagem de 2016.

Como criar uma revenda de hospedagem de sites?

Para tornar-se um revendedor, basta pesquisar sobre as empresas que oferecem esse tipo de serviço, definir o melhor plano, criar um pacote no WHM e gerenciar suas cobranças. Simples, não é? Abaixo detalhamos como começar no mercado de revenda de hospedagem de site.

1. Escolha a empresa de hospedagem

Dois dos principais elementos que devem ser considerados nesta decisão são a segurança e a disponibilidade do servidor. Como em alguns sites pode haver troca de informações como dados pessoais e bancários, pesquise o histórico e a reputação da empresa de hospedagem no mercado. Preste atenção se o certificado SSL é oferecido para o melhor controle dos dados que trafegam nas suas páginas e a possibilidade de instalar o certificado facilmente para os seus clientes.

Outro ponto importante é verificar o uptime, tempo em que o servidor ficará disponível. Para ser considerado um bom serviço, o ideal é que esse percentual esteja acima de 99%. Analise também a facilidade de migração entre os diferentes tipos de plano, caso você sinta a necessidade de agregar recursos.

2. Crie uma conta no WHM

Web Host Manager, ou WHM, é o programa que permite o acesso ao cPanel, ou painel de controle. Com ele, além de poder vender serviços de hospedagem para outras pessoas, você tem a opção de criar e gerenciar vários cPanels para os seus clientes. Isso é importante, entre outras coisas, porque se um dos sites for pirateado ou atacado, as chances de que o hacker possa entrar nos outros são reduzidas. Ele ainda oferece ferramentas como:

  • capacidade de configurar os pedidos de suporte de seus próprios clientes via cPanel;
  • permissão para verificar as informações e o status do servidor;
  • capacidade de desenvolver sua própria página padrão quando uma nova conta é criada;
  • capacidade de alterar os nomes de seus clientes e nomes de usuários.

3. Configure um pacote no WHM

Os pacotes são elementos essenciais da administração dos recursos da sua revenda de hospedagem. Com eles, é possível criar planos de hospedagem, estipulando cotas pré-definidas de espaço em disco e banda (tráfego mensal), entre outras configurações. Assim você pode oferecer diversos planos diferentes, com valores diferentes, para os seus clientes.

4. Gerencie suas cobranças

Uma das partes mais complicadas para quem trabalha com criação é a gestão das finanças. Como revendedor, você será o responsável pelas cobranças e pela saúde financeira do seu negócio. Mas há formas de tornar essa missão mais simples e intuitiva.

WebHost Manager Complete Solution (WHMCS), sistema comercial oferecido gratuitamente pela Hostcel, é uma delas. Ele automatiza diversas tarefas, simplificando a gestão de clientes, a administração do negócio e a prestação de suporte. A geração de relatórios, a gestão de tickets e o envio de cobrança são realizados de forma automática. Com isso, é possível poupar tempo e melhorar a relação com o cliente.

Vantagens de criar uma revenda de hospedagem

Agora que você já sabe como é fácil criar uma revenda de hospedagem de site, veja quais os principais benefícios que ela pode trazer para você:

  • Não é necessário fazer um investimento alto, o que reduz os riscos do negócio;
  • Possibilidade de criar a própria empresa de hospedagem, mas com suporte prestado pela empresa contratada;
  • Negócio altamente escalável, você pode expandir facilmente seu plano de revenda;
  • Flexibilidade para gerenciar os planos de hospedagem e independência para criar e modificar contas;
  • Com o processo automatizado de cobrança não é preciso se preocupar com a gestão financeira do seu negócio;
  • Possibilidade de criar um número ilimitado de websites utilizando sua própria marca.

Ficou interessado em entrar nesse mercado? Então conheça nossos planos e comece agora sua revenda de hospedagem de sites.

Como usar o Gerenciador de arquivos cPanel/WHM

Neste tutorial você aprenderá as funções e os recursos básicos do Gerenciador de Arquivos implementado pelo cPanel. É muito importante aprender a usá-lo uma vez que fornece gerenciamento completo de arquivos e pastas do seu site.

Conteúdo


O que você precisa?

Antes de começar este guia, você precisará do seguinte:

  • Acesso ao cPanel da sua conta de hospedagem de sites.

Passo 1 — Localizando o Gerenciador de Arquivos.

Comece por iniciar sessão no seu cPanel e siga estes passos simples:

  1. Você deve ser capaz de ver o Gerenciador de Arquivos imediatamente após a abertura do cPanel. Se não, você pode usar a função de busca do cPanel, como é apresentado na seguinte imagem:Search bar
  2. Depois de abrir o Gerenciador de Arquivos, você deverá ver esta nova janela aparecer
    File Manager

Nas etapas a seguir, explicaremos todos os recursos do Gerenciador de Arquivos que serão marcados nas capturas de tela fornecidas com retângulos e setas, portanto, lembre-se de que, por exemplo, se a explicação se refere a um determinado número, verifique a captura de tela para Ver qual retângulo ou seta esse número representa.


Passo 2 — Navegando no Gerenciador de Arquivos

File Manager

Primeiro de tudo, você deve aprender como navegar corretamente no Gerenciador de Arquivos. Marcados pelos números 5 e 6 são os campos mais importantes para a navegação. Dê uma olhada no n º 5, aqui você pode ver a lista de pastas apenas. Se você deseja acessar uma determinada pasta no Gerenciador de Arquivos, é melhor simplesmente clicar nele nesse campo (Nº 5). Observe um pequeno ícone de mais ao lado de uma pasta. Depois de clicar nele, as subpastas dessa pasta serão mostradas (observe a pasta de logs, que não tem o ícone de mais, isso significa que esta pasta não tem nenhuma subpasta nele). Depois de clicar em uma determinada pasta no campo nº 5, um campo nº 6 mudará e mostrará o conteúdo exato dessa pasta. Neste tutorial, estaremos fazendo alterações APENAS com o conteúdo da pasta public_html. Todas as pastas restantes são principalmente pastas de sistema necessárias para cPanel e seus recursos para funcionar corretamente, de modo que todas as pastas, exceto para public_html devem permanecer intocadas. Basicamente, você deve usar a lista à esquerda (No. 5) para navegar entre pastas e lista à direita (No. 6) para gerenciar os arquivos. Você pode navegar entre as pastas clicando duas vezes na pasta no campo direito também, mas isso não é o mais conveniente.

File Manager

No campo nº 3, você pode escrever um caminho completo para uma determinada pasta e ele será imediatamente exibido para você depois de clicar em Ir.

File Manager

Outro campo importante, relacionado à navegação, é o No. 7. Aqui está uma lista de funções neste campo:

  • Home – Mostra imediatamente a pasta principal do Home.
  • Up One Level – Subida exatamente um nível na hierarquia de pastas. Por exemplo, se você estiver navegando na pasta public_html, clique nela para voltar para a pasta Home, que é um nível acima da pasta public_html.
  • Voltar / Avançar – Funciona como navegador para trás / para a frente em qualquer navegador de Internet. Você pode voltar à página anterior que estava antes de chegar ao atual ou ir para a página que estava antes de clicar no botão Voltar.
  • Recarregar – Basicamente atualiza a página para mostrar as alterações feitas.
  • Selecionar tudo – Seleciona todos os arquivos e pastas no campo No. 6.
  • Unselect All – Desmarque todos os arquivos e pastas no campo No. 6.
  • Ver Lixo – Mostra a pasta Lixeira. Todos os arquivos excluídos vão para lá.
  • Esvaziar Lixeira – Limpa a pasta Lixeira. Disponível apenas quando se visualiza a pasta Lixeira.File Manager

O último campo relacionado à navegação que vale a pena mencionar é o campo de Pesquisa marcado com o número 2. No menu suspenso, você pode selecionar para procurar entre Todos os seus arquivos ou dentro de uma determinada pasta (diretório atual ou public_html são o restante Opções). Ao lado do menu suspenso, você tem que escrever uma palavra-chave que você está procurando e depois de clicar em Ir, os resultados da pesquisa serão exibidos para você com todas as informações necessárias sobre onde esse arquivo está localizado (clique duas vezes no arquivo em O campo de resultado da pesquisa para ir imediatamente para esse local).


Etapa 3 – Uso de recursos do Gerenciador de Arquivos

File Manager

Vamos passar por todas as características vistas no campo n º 1. Antes disso, gostaria de mencionar que a maioria dessas características também são acessíveis clicando com o botão direito do mouse em um arquivo específico ou pasta.

Arquivo

Cria um novo arquivo na pasta atualmente selecionada. Depois de clicar, aparece esta janela:

File Manager

Aqui você pode escrever um Novo Nome de Arquivo (nós escolhemos criar um arquivo index.php) e escrever um caminho para onde você gostaria que esse arquivo fosse criado (por isso, eu recomendo selecionar a pasta de destino antes de criar o novo arquivo) . Depois de clicar em Criar Novo Arquivo, ele aparecerá na pasta selecionada:

File Manager

Pasta

Funciona exatamente da mesma forma que a função File, neste tutorial escolhemos criar um TestFolder:

File Manager
File Manager

Copiar

Copia o arquivo selecionado. Na janela que aparece, você pode escrever um destino onde você deseja que o arquivo a ser copiado para, optamos por copiar o arquivo recém-criado index.php para a pasta recém-criada TestFolder:

File Manager
File Manager

Mover

Funciona exatamente como a função Copiar, a diferença é que o arquivo é removido do local inicial de onde foi movido.

Upload

O recurso Principal usado para fazer o upload de arquivos para o Gerenciador de Arquivos. Escolha a pasta onde deseja que os arquivos sejam carregados de antemão e depois de clicar em Upload, selecione os arquivos do seu computador que você deseja carregar:

File Manager

Depois de selecionar o arquivo, ele será automaticamente carregado e uma nova mensagem de confirmação aparecerá:

File Manager

Clique no botão Voltar … para voltar para a pasta em que estava antes. O arquivo recém-carregado aparecerá na pasta que você enviou para:

File Manager

Download

Baixe a Pasta selecionada para o seu computador:

File Manager
File Manager

Delete

Remove o arquivo selecionado (move-o para a pasta Lixeira por padrão, isso pode ser evitado marcando a caixa de seleção Ignorar o lixo e excluir permanentemente os arquivos):

File Manager
File Manager

Restaurar

Restaura o arquivo “removido” da pasta Lixeira. Para usá-lo, você deve estar na pasta Lixeira

File Manager

Clique no arquivo que você deseja restaurar e o botão Restaurar ficará ativo:

File Manager

O arquivo restaurado aparecerá novamente na pasta da qual foi removido:

File Manager

Editar/ Editor de código/ Editor de HTML

Todos esses recursos são projetados para editar seus arquivos. Nós não entraremos em detalhes sobre como usá-los neste tutorial, mas você pode brincar com eles para ver qual deles combina melhor com você.

Permissões

Usado para editar suas permissões de arquivo. IMPORTANTE! Recomendamos não fazer nada com isso, a menos que você esteja absolutamente certo do que está fazendo, porque definir as permissões erradas aos arquivos pode causar problemas com seu site. Aqui escolhi editar meu arquivo index.php. Depois de fazer as alterações, você pode salvá-las clicando em Alterar permissões:

File Manager

Visualizar

Simplesmente visualiza o arquivo (por exemplo, abre uma imagem) ou seu conteúdo (no caso de ser um arquivo de texto / código).

Extrair/ Compactar

Usado para comprimir um arquivo ou pasta escolhido em um arquivo e, posteriormente, extraí-lo, se necessário. Tudo isso é feito localmente no Gerenciador de Arquivos. Basta selecionar o arquivo que deseja compactar e clicar em Comprimir. Uma nova janela aparecerá onde você precisa selecionar as configurações de compactação, bem como o nome do arquivo compactado:

File Manager

O arquivo comprimido aparecerá na pasta escolhida, aqui você pode extraí-la também:

File Manager

Confirme a extração clicando no botão Extrair arquivo (s):

File Manager

Configurações

O recurso final é o recurso Configurações marcado com o No. 4:

File Manager

Depois de clicar nele, uma nova janela aparecerá:

File Manager

Aqui marcado com o retângulo, você pode escolher uma pasta padrão para abrir assim que abrir o Gerenciador de Arquivos (Gostaria de especificar que a opção Raiz do Documento permite que você escolha um dos domínios da conta do cPanel para ser aberto, por exemplo, você pode Escolher abrir um dos domínios Add-On).

Mostrar arquivos ocultos (dotfiles)

Isso permitirá que você veja arquivos ocultos entre seus arquivos normais (recomendamos esta opção se você deseja editar, por exemplo, seu arquivo .htaccess). Depois de escolher esta opção, o arquivo ficará visível em nossa pasta public_html:

File Manager

Desativar as caixas de diálogo de verificação de codificação de caracteres

Quando você edita um arquivo com Editar, Editor de Código ou Editor de HTML, uma janela aparecerá para confirmar a codificação de caracteres do arquivo. Esta opção desabilita essa janela.

Conclusão

Neste tutorial, você aprendeu a gerenciar adequadamente seus arquivos e pastas usando o software Gerenciador de Arquivos do cPanel. Esperamos que este tutorial o tenha ajudado a compreender o básico e o seu uso.

Continue navegando em nosso Blog e fique por dentro de todo conteúdo atualizado para sites!

Como Adicionar Domínios de Complementos no cPanel

Saber como adicionar domínios de complementos no cPanel é uma tarefa fácil pela própria ferramenta Domínios de Complementos do cPanel. Esse recurso é particularmente útil quando você tem mais de um domínio que gostaria de gerenciar na mesma conta cPanel.


O que você vai precisar

Antes de iniciar o tutorial você vai precisar:

  • Acesso ao cPanel de sua conta de hospedagem.

Encontrar a opção “Domínios de Complementos”

Primeiramente faça login em sua conta cPanel e em Domínio -> Domínios de complementos:


Utilizar a opção “Domínios de Complementos”

Após clicar em Domínios de complementos você será direcionado para a tela Criar um domínio de complemento. Abaixo vamos explicar o que cada campo desta tela significa e o que devemos colocar:

  1. No campo Nome do novo domínio vamos simplesmente colocar o nome do novo domínio que estamos adicionando. No nosso caso vamos colocar hostcel.tk.

    IMPORTANTE! O campo Subdomínio já é automaticamente preenchido pelo cPanel. Se você pretende adicionar apenas um domínio com esse nome, como por exemplo: hostcel.tk, então pode deixar do jeito que está. Mas se você possui outros domínios com o mesmo nome, mas com extensões diferentes como souzahots.com ou hostcel.net, é recomendado alterar o campo Subdomínio já que não pode haver dois subdomínios com o mesmo nome.
  2. O campo Raiz do documento também é preenchido automaticamente. Resumindo, este é o caminho onde os arquivos deste domínio serão armazenados. Em nosso caso vai ficar como: public_html/hostcel.tk. Isso significa que os arquivos de nosso domínio vão ficar armazenados na pasta public_html e dentro da subpasta souzahots.tk. Você pode mudar este caminho, se desejar, mas recomendamos que deixe desta maneira para ser mais simples e organizado.
  3. Ainda nessa tela, também temos como marcar a opção Crie uma conta FTP associada a este Domínio de complementos. Isto é opcional, e como o nome indica ela cria uma conta FTP para este domínio. Se você pretende gerenciar todos os arquivos desta conta cPanel sozinho então é só deixar a opção desmarcada, mas caso você queria que um cliente ou colega gerencie os arquivos deste domínio essa opção permite que uma conta seja criada para este propósito. É importante lembrar que essa conta só vai ter acesso aos arquivos deste domínio.

OPCIONAL: Se você marcou a opção Crie uma conta FTP associada a este Domínio de complementos, os seguintes campos irão aparecer:

Aqui você deve inserir o nome de usuário do FTP e senha. O cPanel também oferece um Gerador de senha para criar senhas aleatórias e seguras para sua conta – e recomendamos que faça isto.


Gerenciar Domínios de Complementos

Por fim, quando todos os campos tiverem sido preenchidos, é só clicar no botão Adicionar domínio. Pode ser que leve alguns poucos minutos até que todos os diretórios sejam criados e seu novo domínio esteja pronto para uso. Quando estiver tudo preparado você deve ver a mensagem:

Parabéns! Você acabou de adicionar um novo domínio de complemento! Agora você já pode subir os arquivos de seu site no subdiretório gerado (em nosso caso public_html/hostcel.tk).

Agora que seu domínio de complemento foi adicionado com sucesso, ele vai estar aparecendo na subseção Modificar domínio de complementos, dentro da seção Domínios de complementos:

Aqui você tem algumas opções:

  • Domínios de complementos – Todos os domínios de complementos que você adicionou vão aparecer aqui.
  • Raiz do documento – O caminho para o domínio de complemento. Ao clicar neste link você é redirecionado para o Gerenciador de Arquivos do cPanel.
  • Subdomínio – O subdomínio automático que foi criado para este domínio de complemento.
  • Redireciona para – Aqui você pode ver se o domínio de complemento está redirecionando para algum lugar. Já que não criamos nenhum redirecionamento ele mostra a mensagem not redirected. Você pode gerenciar os redirecionamentos desse domínio clicando no botão Gerenciar redirecionamento. Ao clicar, você é levado para a tela de redirecionamentos, onde você especifica o caminho para onde o domínio de complemento deve estar redirecionando:
  • Ações – Aqui temos apenas uma opção – Remover. Como o nome indica, ela remove o domínio de complemento.

Conclusão: Neste tutorial você aprendeu como adicionar domínios de complementos no cPanel utilizando a ferramenta Domínios de complementos. Agora você já pode subir os arquivos de seu site para o recém criado subdiretório de seu novo domínio.

IMPORTANTE: Para que seu domínio de complemento funcione ele deve estar apontado para os nameservers de sua hospedagem. Os nameservers corretos ou endereço de IP para criar um registro tipo A podem ser obtidos no link passado agora pouco.

Como otimizar seu site pela ferramenta de Otimização de Sites do cPanel da Hospedagem

Quem é que não quer acessar um site que carrega mais rapidamente e proporciona uma ótima experiência de navegação aos usuários? Neste tutorial, você vai aprender a como fazer isso com o seu próprio site, otimizando os conteúdos dele com a ferramenta de Otimização de Site do cPanel.  


O que você vai precisar para Otimizar Site cPanel

Antes de começar este guia, você vai precisar do seguinte:

  • Acesso ao seu painel de hospedagem cPanel
  • Módulo Apache mod_deflate ativado

Acesse a ferramenta de Otimização de Site do cPanel

Para otimizar site cPanel, você precisa entrar no seu painel de hospedagem. Depois disso, vá a até a seção SOFTWARE e encontre a ferramenta Otimizar Site. Clique nela. Você será redirecionado para uma tela de configurações.

Se preferir, você pode usar o campo de buscas do cPanel para encontrar a ferramenta. Basta digitar o nome dela lá que ela será automaticamente encontrada.

Clique na opção Otimizar Site. Você será redirecionado para uma tela de configurações da ferramenta. Oriente-se pela imagem abaixo.


Configure a ferramenta de Otimização de Site

O próximo passo para otimizar site pelo cPanel é configurar a ferramenta de otimização de site do painel. Para isso, tenha como referência a imagem anterior, que demonstra os passos e as opções que você deve marcar para otimizar seu site corretamente.

  1. Aqui você pode escolher as opções de compressão de arquivos:
    • Desabilitado. Essa opção simplesmente vai fazer com que nenhum arquivo seja compactado.
    • Compactar todo o conteúdo. Essa opção vai fazer com que todo o conteúdo seja compactado.
    • Compacte todos os tipos MEME especificados. Essa opção permite que você escolha quais tipos de conteúdos devem ser compactados.
  2. O campo Tipos MIME permite que você especifique que tipos de arquivos ou conteúdos serão comprimidos. Insira a lista de conteúdos que você quer que sejam comprimidos separadamente (com espaço).
  3. Depois de escolher a opção desejada, simplesmente clique no botão azul Atualizar Configurações. Isso vai salvar as suas configurações. Além disso, você verá uma mensagem de confirmação como a mostrada na imagem logo abaixo.

IMPORTANTE: Não adicione formatos de imagens (como .jpg ou .png) no campo Tipos MIME. Esses tipos de arquivos já passam por compressão automaticamente.  

Parabéns! Você acabou de ativar a ferramenta de Otimização de Sites do cPanel para o seu site.

Conclusão

Viu como otimizar site cPanel é simples e rápido? Tudo o que você precisa fazer é acessar a ferramenta para otimizar site do seu painel de hospedagem.

Isso é bastante útil quando você quer que os visitantes do seu site tenham uma experiência mais rápida e fluida. O conteúdo do seu site passa por um processo de compressão antes de enviá-lo ao navegador do seu usuário. E isso aumenta o desempenho do seu site, que leva menos tempo para carregar e mostrar tudo aos seus usuários.

Ficou com alguma dúvida ou tem uma sugestão para nos passar? Deixe um comentário abaixo que vamos responder logo em seguida. Estamos esperando pelo seu contato para podermos ajudar você no que precisar.

Como fazer um backup pelo cPanel

Fazer backup é uma das formas mais seguras de você sempre ter uma cópia funcional do seu site caso aconteça algum problema com ele. Neste guia, você vai aprender mais sobre backups e como esse recurso ajuda na manutenção do seu projeto na internet.

No decorrer do conteúdo, vamos abordar a seguinte estrutura de tópicos:  

  • O que é backup e para que serve;
  • Situações para se prevenir e fazer backups periodicamente;
  • Como fazer um backup pelo cPanel;
  • Onde armazenar um Backup.

O que você vai ver:


O Que é Backup e Para Que Serve?

Um backup nada mais é do que uma cópia extra que você faz de um arquivo, documento ou pasta em um local de segurança. Com ele, você não perde nenhum dado ou informação caso algo inesperado comprometa sua máquina ou site na internet.

Imagine uma situação em que você tenha um computador e que trabalhou por meses em um projeto online. Com o tempo, acumulou muitos GBs de dados e arquivos, como fotos, textos, vídeos e até informações de credenciais que não pode correr o risco de perder.

Se seu computador tiver alguma falha no equipamento ou que aconteça algum erro no seu site, você pode contar com o backup feito anteriormente dos arquivos para recuperar tudo o que desenvolveu e que publicou até aquele momento.   

Mas saiba que fazer backup sem nenhum fundamento não vai servir muito. O ideal é realizar o procedimento periodicamente. E, claro, antes de fazer alterações de risco em arquivos ou mudanças radicais que podem comprometer o desempenho do seu site.

Assim, você garante que o backup represente uma cópia fiel e a mais atualizada do arquivo ou do seu site antes das alterações feitas. Desse jeito, você não perde nenhuma informação do seu interesse. Essa é a importância de fazer backup.


5 Situações Para se Prevenir e Fazer Backups Regularmente

Fazer backups é algo essencial no gerenciamento de trabalhos que você faz no computador ou na criação e manutenção do seu site. Ainda que a tecnologia evolua todos os dias, falhas podem acontecer a qualquer momento.

Você precisa estar blindado para saber como agir e como contornar a situação. Abaixo, veja algumas situações em que fazer backups e manter cópias atualizadas dos seus arquivos e do seu site ajuda a não perder dados e nem tempo desnecessário.

  1. Falhas de Hardware. Qualquer máquina está suscetível a erros. Os equipamentos que usamos para trabalhar diariamente, como computadores e smartphones, podem estragar de uma hora para outra. O problema pode acontecer na placa-mãe, no processador, na memória RAM ou na placa de vídeo. O mesmo pode acontecer com o computador (o servidor) que hospeda seu site na internet.
  2. Ataques Virtuais. Pragas virtuais estão espalhadas pela internet. Um vírus, um malware ou um hacker pode invadir sua máquina ou o sistema do seu site e comprometer meses de trabalho. O que você pode fazer é colocar algumas camadas de bloqueios instalando programas que detectam essas infestações e limpam seu computador e os arquivos do seu site de tempos em tempos.
  3. Erros de Gerenciamento. Criar um site na internet e gerenciar os recursos dele é um processo um tanto trabalhoso. Nesse meio termo, é possível que um usuário inexperiente cometa alguns erros, apagando arquivos sem querer e realizando alterações que não foram planejadas. Ou, ainda, mexer em configurações que possam corromper dados e o serviço de hospedagem do seu site. 
  4. Atualizações de Temas e Plugins. Temas são os templates que você usa para compor o visual do seu site. E os Plugins adicionam novos recursos e funcionalidades a ele. De vez em quando, um tema ou plugin exige algum tipo de atualização. E pode ser que a atualização deles tenha alguma incompatibilidade com a versão do CMS que você está usando. Ou mesmo a atualização não esteja totalmente pronta para ser instalada no seu site.
  5. Upgrades e Migração de Hospedagem. Caso o plano da sua hospedagem de sites não esteja mais dando conta do recado, é indicado fazer um upgrade para ter mais recursos. Ou, ainda, realizar a migração de uma hospedagem para outra empresa. Em ambos os casos, é possível que algum erro aconteça. Mas, com um backup, você sempre vai poder restaurar seu projeto a um ponto anterior ao problema.

Requisitos

Antes de iniciar, valide os requisitos:

  • ✓ Possuir acesso ao cPanel 
  • ✓ Possuir menos de 10 GB de conteúdo no plano 

Como fazer o backup

Acesse o cPanel, vá até à aba Arquivos, em seguida, clique em Backup.

Na nova tela, em backup completo, clique em Download a Full Account Backup Baixar um backup de site completo.

Em seguida, preencha os dados conforme indicado:

  • Destino do backup: mantenha a opção Diretório inicial
  • Endereço de email: para ser notificado sobre a conclusão do backup, marque essa opção e informe um e-mail
  • Não envie notificação de email da conclusão do backup: para não ser notificado sobre a conclusão do backup, marque essa opção

Para finalizar, clique em Gerar backup .

Aguarde enquanto o backup é gerado

Após conclusão do backup, um arquivo com o conteúdo da conta será gerado e estará disponível para download através de um link 

  • Para baixar o arquivo para sua máquina local, clique sobre o link .

O arquivo também estará disponível para download no gerenciador de arquivos, no diretório principal (Home) 

A restauração deverá ser solicitada ao Suporte via Chamado.


Onde Devo Armazenar um Backup?

Para pouca coisa vai servir fazer backup se você não sabe exatamente onde guardar a cópia do seu site em segurança.

Sendo assim, você precisa se certificar que o local escolhido, ou seja, o servidor, seja diferente do servidor atual em que seu site está hospedado.

Você pode fazer esse upload pelo próprio painel do seu serviço de hospedagem ou por uma ferramenta de FTP, como o FileZiIla.

O FTP é um jeito fácil e rápido de transferir arquivos entre o seu computador e um servidor. Além de ser seguro e altamente compatível com muitos tipos de CMS.

Além disso, você também pode fazer o download do backup do servidor para o seu próprio computador. Também por FTP, se quiser.

Só se certifique de armazenar o arquivo baixado em um diretório que só você tem acesso. Ou, se preferir, pode guardar o arquivo em um serviço na nuvem ou usar um HD Externo.  

Assim que conseguir armazenar o backup do seu site, mantenha uma sequência lógica dos arquivos. Organize a ordem dele e os nomeie conforme as datas que os backups foram gerados.

Você pode, ainda, programar backups automáticos. Assim, sempre vai ter backups do seu site ao alcance, mesmo que se esqueça de fazê-los manualmente.

Conclusão: Fazer backups é a garantia que você tem de guardar cópias dos seus arquivos ou do seu site em um local seguro. Se algum erro ou problema acontecer com seu projeto na internet, você sempre vai ter como restaurar os seus arquivos e retomar a um ponto anterior antes da falha acontecer. Assim, você nunca perde nada de importante.

Como modificar uma conta no WHM

A função Modificar uma conta no WHM pode ser usada para atualizar uma conta cPanel que você criou anteriormente, podendo ser alterado:

  • Informações básicas de uma conta de cliente: domínio, usuário, e-mail de contato e etc;
  • Limites de recursos;
  • Privilégios;
  • Configurações DNS;

Para realizar essas alterações, siga os passos abaixo.


Acesse sua conta WHM;

Na barra de busca informe List Accounts (Listar Contas) e em seguida clique na opção mostrada.

Clique sobre o ícone de + ao lado esquerdo do domínio principal da conta que deseja alterar e depois em Modify Account (Modificar Conta).

Em Basic Information (Informações básicas) será possível editar o nome do domínio primário, o nome de usuário, o proprietário da conta, o e-mail de contato, a localização padrão e o tema do cPanel para a conta, basta apenas inserir os novos dados.

Atenção! Ao alterar o nome de usuário você terá a opção de renomear os bancos de dados (conforme imagem acima), caso opte por ela você deverá renomear todas aplicações que possuírem vínculo com o nome do usuário anterior caso contrário as aplicações irão apresentar erros.

Em Limites de recursos, você poderá configurar o pacote e os limites para cota de disco, largura de banda, contas de e-mail, contas de FTP, listas de endereços, bancos de dados SQL, subdomínios, domínios estacionados e domínios de complemento:

Em seguida você conseguirá alterar os Privilégios e as Configurações DNS. Após realizar as modificações necessárias bastará clicar em Save (Salvar).

Feito isso, uma mensagem irá ser mostrada o processo dos novos dados sendo salvos.

Quando os dados estiverem todos salvos, uma mensagem de êxito irá aparecer no canto inferior direito da sua tela.

Pronto! Modificações concluídas!